Saltar para o conteúdo principal

Casa dos Patudos acolheu a 3.ª Jornada de Trabalho sobre Casas-Museu

 

 

A Casa dos PatudosMuseu de Alpiarça acolheu no dia 6 de Fevereiro a terceira Jornada de Trabalho sobre Casas-Museu, subordinada à temática - “Programação Museológica”. O principal objectivo deste encontro, que contou com a presença de 70 profissionais da área dos museus e da museologia, foi reunir especialistas e discutir estratégias para o desenvolvimento de boas práticas nesta área, atracção de públicos e divulgação dos espólios reunidos nas casas-museu.

 

 

Os trabalhos foram iniciados pelo Presidente da Câmara Municipal de Alpiarça, Dr. Mário Pereira. Seguiu-se a intervenção de Maria de Jesus Monge, Directora do Museu da Casa de Bragança/ Paço Ducal de Vila Viçosa e Vice-Presidente do DEMHISTComité do ICOM para as Casas-Museu e Casas Históricas que apresentou as jornadas e fez um balanço do trabalho realizado anteriormente.


O primeiro painel, moderado por José Alberto Ribeiro, Director da Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves, destacou o trabalho que está a ser desenvolvido na Casa dos Patudos; Nuno Prates, conservador deste museu, destacou o facto de que todo o projecto de requalificação da Casa dos Patudos estabeleceu uma «intervenção global a todos os níveis», abriu novas zonas expositivas, como por exemplo o novo circuito museológico, José Relvas entre os seus, e devolveu os «circuitos tradicionais da casa», criou condições para desenvolver o Arquivo Histórico/Centro de Documentação, podendo assim ser possível integrar novas investigações e desenvolver diversas áreas de trabalho, no âmbito da História e Património Cultural. As “soluções construtivas adoptadas na reabilitação da Casa dos Patudos” foi o tema da jornada apresentado, pelo Eng.º civil Pedro Santos, da empresa AOF - Conservação e Restauro do Património Arquitectónico, que realizou as obras de requalificação na Casa dos Patudos. De seguida realizou-se a Visita à Casa dos PatudosMuseu de Alpiarça.


Os trabalhos no período da tarde, iniciaram-se com o painel Programação Museológica em Casas-Museu, moderado por António Ponte, Director do Paço dos Duques de BragançaGuimarães. A questão da programação museológica, abordada pela primeira vez nestas jornadas, contou com os contributos das museólogas Graça Filipe e Ana Mercedes Stofell, que falaram da interpretação como cerne da programação museológica e sistemas de qualidade das casas-museu.


O terceiro painel intitulado - Casas- Museu – perspectiva regional, foi moderado por Elsa Rodrigues – Conservadora da Casa - Museu João de Deus e Secretária - Tesoureira do DEMHIST - Comité do ICOM para as Casas-Museu e Casas Históricas. Este painel apresentou os trabalhos desenvolvidos por outras casas-museu da região, a Casa-Estúdio Carlos Relvas, na Golegã, abordada por Elsa Lourenço - Chefe de Divisão de Intervenção Social da Câmara Municipal da Golegã e as casas-museu Anselmo Braamcamp Freire e Passos Canavarro, em Santarém, desenvolvidos por Luís Mata - coordenador do núcleo do Museu Municipal e Património Cultural da Câmara Municipal de Santarém e Pedro Passos Canavarro - Presidente da Fundação Passos Canavarro, respectivamente.


Em jeito de balanço as jornadas foram encerradas pelo Professor João Bonifácio Serra, Coordenador Científico e Cultural da Casa dos PatudosMuseu de Alpiarça.


A primeira Jornada de Trabalho sobre Casas-Museu realizou-se em 2010 no Paço dos Duques, em Guimarães, tendo a segunda edição decorrido em 2011 na Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves, em Lisboa. No próximo ano as quartas jornadas de trabalho irão realizar-se na cidade do Porto.
 

voltar ao topo