Saltar para o conteúdo principal

Peça do Mês de Junho de 2022

 

Casa dos Patudos – Museu de Alpiarça
Peça do mês – Junho

Retrato de Criança (Natália)
Óleo sobre madeira
Martinho da Fonseca

1920

58,2 cm X 54 cm
CP – MA
Inv. Nº 84.713

 


Em Portugal é no dia 01 de junho que celebramos o dia da criança. A Casa dos Patudos – Museu de Alpiarça escolheu para este mês um retrato de uma criança, a Natália. Esta era uma menina de oito anos, que foi retratada pelo pintor Martinho da Fonseca.
Martinho Gomes da Fonseca nasceu em Lisboa, no dia 03 de janeiro de 1890, foi aluno de Columbano Bordalo Pinheiro na Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa, tendo enveredado pela carreira docente, como professor de Artes Plásticas.
Como pintor recebeu diversos prémios, nomeadamente o Prémio Anunciação, em 1912.
Ao longo da sua carreira expôs em diversas cidades europeias e várias das suas obras constam de vários museus portugueses e de coleções particulares. É o autor do retrato de Bernardino Machado que consta na Galeria dos Presidentes da Républica Portuguesa.
Foi professor efetivo de Desenho das Escolas Industriais e na Sociedade Nacional de Belas-Artes da qual foi presidente. Na década de 1950 foi professor de Desenho na Escola Industrial e Comercial de Angra do Heroísmo desenvolvendo uma importante ação como divulgador dos novos conceitos estéticos da pintura nos Açores.
A 11 de outubro de 1957, foi agraciado com o grau de Oficial da Ordem da Républica. Faleceu no dia 14 de janeiro de 1972.
Natália é retratada com o seu rosto redondo emoldurado de longos cabelos louros cobertos por um vulgar chapéu de palha de abas grandes esburacadas. O rosto de criança enfeitiçou o artista que puxando pelo lápis, logo começou a desenhá-la. Na Foz do Arelho, a Natália passava montada num burro, miúda humilde de fartos cabelos e rosto enxovalhados, mas que apesar de tudo isso, deu de facto uma bela obra de arte, na sua expressão infantil, há um misto de complacência e curiosidade.
A obra está datada e assinada e foi comprada por José Relvas diretamente ao artista.

 

Casa dos Patudos – Museu de Alpiarça


 

  

 

voltar ao topo